Dicas de fechamento de embalagens na indústria

30 de julho de 2019

Na indústria do século XXI, a otimização e eficiência dos processos são tão importantes quanto as questões que envolvem a estabilidade de uma empresa e a sustentabilidade.

Dessa forma, o controle de qualidade automatizado é essencial para todas as fases da cadeia produtiva de uma indústria.

Dentre todos os processos de uma indústria, nosso artigo focará no fechamento de embalagens e sua importância para a excelência de uma empresa.

 

A importância do fechamento de embalagens

O processo de fechamento de embalagens é uma das últimas etapas de um processo industrial, e a sua eficiência e qualidade interferirá diretamente na qualidade do produto entregue ao consumidor. Assim, um fechamento incorreto pode acarretar em vazamentos e comprometimento do material embalado, que fica inapropriado para comercialização. Portanto, é dinheiro perdido.

Além de oferecer prejuízos para qualidade do produto e a imagem da empresa, um produto mal embalado pode trazer danos à saúde do consumidor. Fazendo com que a empresa perca a credibilidade no mercado, diminuindo seus pontos de vendas e lucros.

 

Controle de qualidade automatizado

Antes, o controle de qualidade do fechamento de embalagens era feito manualmente, com funcionários observando as embalagens. Esse serviço era passível de erros, pois colocavam os funcionários para observarem grande quantidades de embalagens enquanto elas passam em uma esteira. Ou seja, era um procedimento humanamente impossível, já que sempre iria passar alguma embalagem sem ser observada.

Com a automatização desse processo, um sensor é colocado na entrada ou saída da esteira e quando ele detecta algum problema com a embalagem os funcionários responsáveis pelo equipamento retiram o produto com defeito.

Assim, com controle de qualidade automatizado, a probabilidade de deixar passar alguma embalagem fora dos padrões é praticamente zero.

E, dessa forma, com máquinas fazendo esse serviço é possível realocar os funcionários para outras funções essenciais dentro de uma indústria.

 

Os sensores – Dicas de funcionamento

Embalagem primária

Para a embalagem primária, as próprias características da embalagem caracterizam se o seu fechamento foi correto.

Dessa forma, o sensor ótico é suficiente para analisar as características dimensionais da embalagem e assim identificar possíveis erros.

Ainda, com o sensor ótico é possível encontrar vazamentos, esvaziamentos pela variação de altura do pacote. Assim, os dados referentes sobre essas alterações são enviados para o operador da máquina.

Embalagem secundária

Erros no fechamento da embalagem secundária acabam comprometendo o lote inteiro de produtos. Nesse caso, as perdas são maiores e por isso, o controle de qualidade desse processo deve ser bastante rigoroso.

Contudo, como as embalagens secundárias são vedadas, lacradas e coladas com fita isolante, os erros são facilmente detectados, pois qualquer aba fora do lugar é rapidamente observável.

Assim, o transportador de rolete é quem pode observar e identificar possíveis erros na estrutura da embalagem secundária.

Portanto, os sensores óticos de perfil facilitam o monitoramento de defeitos na embalagem primária, pois está se utilizando um controle de qualidade automatizado que otimiza a demanda por verificação de embalagens primárias.

E, no que se refere as embalagens secundárias, tão importante quanto as primárias, elas são embalagens maiores e com tipo de vedação mais prática.

Assim, é possível o próprio transportador de rolete fazer essa verificação, pois embalagens fora do padrão se destacam facilmente. E, dessa forma, realizando a vedação correta da embalagem secundária.

Desse modo, reiteramos que o controle de qualidade de fechamento de embalagens na indústria é um processo fundamental para o mantimento do produto de acordo com as especificações vigentes.

Pois, qualquer problema com a vedação da embalagem pode acarreta em problemas para a indústria que perda a sua credibilidade e para com o cliente que pode ter até a sua saúde prejudicada.

Por isso, investir na automatização desse processo gera menos riscos e mais eficiência para o processo industrial.

Relacionados